5 conselhos práticos dos pediatras para os pais de primeira viagem

Hoje é dia do Pediatra e esses são conselhor que você realmente precisa

A chegada de um bebê é um momento de muita alegria para os papais, mas também de muitas dúvidas, especialmente para os de primeira viagem. No entanto, vocês não estão sozinhos nessa missão! Reunimos algumas dicas dos pediatras para mães e pais encararem as primeiras semanas do recém-nascido com mais tranquilidade e poderem aproveitar essa fase desafiadora com mais leveza. Confira!

1. Conheça o pediatra antes do bebê nascer

Grávida conhecendo o Pediatra antes do nascimento do bebê
(shironosov/Thinkstock/Getty Images)

Após o nascimento, os pais já precisam lidar com tantas novidades e inseguranças, que o ideal seria iniciar a busca pelo pediatra ainda durante a gravidez. “Primeiro, pesquise o currículo do pediatra, depois conheça-o para saber se o que ele tem para dizer a você coincide com as coisas que você quer”, orienta Nelson Ejzenbaum, pediatra e neonatologista, membro da Sociedade Americana de Pediatria. Desta forma, os pais podem alinhar as expectativas que possuem e, quando chegar a hora das consultas, não terão tanta ansiedade sobre as condutas seguidas pelo médico e terão maior confiança quanto ao atendimento que o pequeno estará recebendo.

DESCUBRA:  Primeira Gestação: Guia completo sobre o líquido amniótico

2. Busque informações confiáveis

Bebê na consulta do pediatra
(GeorgeRudy/Thinkstock/Getty Images)

Essa é a primeira recomendação da pediatra Kelly Marques Oliveira, autora da página Pediatra Descomplicada, no Facebook. Ela ressalta a importância dos pais terem cuidado com o Dr. Google, não só certificando-se sobre as fontes que consultam, como, é claro, tendo um especialista de confiança para acompanhar de perto a criança. Lembrem-se: só ele pode medicar o seu pequeno e cada caso é diferente do outro. Por isso, fiquem atentos aos palpites que ouvirem sobre algo que funcionou com o filho da amiga, da vizinha…

3. Ouça os mais velhos, mas não deixe de consultar um especialista

Avó com neto e filha
(Purestock/Thinkstock/Getty Images)

Nada como contar com os avós na hora de ajudar com o bebê que acabou de vir ao mundo. A experiência (e o apoio) deles é sempre muito válida, mas também é importante lembrar que, ao longo dos últimos anos, pesquisas relacionadas à saúde dos bebês não pararam e muitas práticas mudaram. Quem nunca ouviu para oferecer um chá ao pequeno em caso de cólica? Isso, por exemplo, já não é mais recomendado pelos pediatras. Por isso, Ejzenbaum afirma que os pais de primeira viagem podem, sim, ouvir as dicas das pessoas que estão à sua volta, mas antes de implementá-las, é essencial checar com o médico e, juntos, descobrirem a melhor conduta para o seu filho.

DESCUBRA:  Como limpar o ouvido do bebê

4. Invista na amamentação

Bebê sendo amamentado pela mãe
(NataliaDeriabina/Thinkstock/Getty Images)

Nunca é demais reforçar a importância do leite materno para o desenvolvimento do bebê. Ele ajuda a fortalecer o sistema imunológico da criança, previne contra o câncer, reduz o risco de obesidade… E o pediatra tem um grande papel para orientar as mães de primeira viagem da melhor forma, para que o aleitamento aconteça com sucesso. “Peça dicas sobre amamentação. Aprenda a dar a mama sem dor, a colocar o bebê abocanhando toda a aréola e a retirá-lo sem machucar o seio”, aconselha o especialista membro da Sociedade Americana de Pediatria.

5. Coloque o seu filho para dormir de barriga para cima

Mãe dando um beijinho na testa da filha que está dormindo de barriga para cima
(Massonstock/Thinkstock/Getty Images)

Uma pesquisa publicada na revista científica Pediatrics apontou que os bebês não são colocados para dormir em segurança. Isso porque muita gente ainda acredita que o ideal é que os pequenos se deitem de lado ou de bruços – o que está completamente equivocado! Ejzenbaum reforça que os baixinhos tirem suas sonecas com a barriga voltada para cima, para se evitar o risco da síndrome de morte súbita.

DESCUBRA:  4 posições para amamentar e como ajudar o bebê na pega certa

Fonte: Bebe.com.br


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *