Fralda Ecológica: tudo o que você precisa saber

Conheça as fraldas ecológicas

No fim da década de 1980, as fraldas descartáveis começaram a chegar ao Brasil. E foi uma revolução! No entanto, hoje, muitas famílias estão resgatando o uso das fraldas ecológicas, as fraldas de pano, que ressurgiram em versões mais modernas, com tecidos especiais, mecanismos de ajustes e a possibilidade se serem lavadas na máquina. Além de serem mais ecológicas – estima-se que uma criança use 5 mil fraldas descartáveis ao longo da vida! -, pensando no investimento total, também são mais econômicas. “Levei um susto quando uma amiga me enviou o número médio de fraldas que um bebê usa até os 2 anos. O impacto ambiental é imenso. Infelizmente, ainda não consegui uma logística para usar as fraldas de pano em passeios, mas, em casa, só uso delas”, conta a terapeuta ocupacional Estela Marcondes, 29, mãe da Flora, 28 dias.

Além disso, o conforto do bebê é maior com as fraldas ecológicas, já que a pele fica em contato apenas com o tecido, sem nenhuma substância absorvente ou sintética. “Uso desde que meu filho era recém-nascido e não dá assadura. Sempre que ele faz cocô ou enche a fralda de xixi, lavo o bumbum na água corrente. Só para dormir ou para saídas mais longas coloco a descartável”, conta a bancária Karoline, 29 anos, mãe de Theo, 3 meses. O conforto do filho Benício, 1 ano, também foi o que motivou a professora Jacqueline Pereira, 32, a aderir : “Optamos por usar fraldas de pano porque moramos em Palmas (TO). É muito quente e a pele pode ter mais ventilação”.

DESCUBRA:  Gravidez no primeiro mês

Quais são as opções

Os modelos chamados pocket vêm com um bolso, onde pode ser inserido um absorvente de pano. Nesse caso, é preciso colocar tudo para lavar. Mas há um segundo modelo, com capas. Elas são colocadas por cima do absorvente que, por si só, têm o formato de uma fralda. Nesse caso, apenas essa última peça precisa ser lavada a cada troca. Há também as calças enxutas, que são forradas de plástico e servem como capas – mas essas não podem ser lavadas na máquina.

O ajuste pode ser feito tanto por um elástico que fica dentro da fralda, quanto por um sistema externo de botões. E apesar de haver numeração, assim como, acontece com as roupas, há também fraldas de tamanho único.

DESCUBRA:  O que é a massagem Shantala? E como fazer no seu bebê

A variedade de tecidos é grande. A maioria dos modelos disponíveis é de algodão – com estampas incríveis, diga-se de passagem. Dá até dó de colocar a calça por cima. As fraldas noturnas normalmente são feitas de soft, um tecido mais sintético com toque flanelado que não absorve tanto a umidade e, portanto, segura o xixi por mais tempo. Outro tecido usado com frequência é o PUL (poliuretano laminado), especialmente nas capas. Há ainda opções dry fit, que deixam o bebê mais sequinho.

Os fechos também variam. Podem ser de velcro ou de botões. E acredite. a hora da troca não é mais complicada do que seria com uma fralda descartável. Há apenas um detalhe: alguns fabricantes indicam que a fralda seja lavada algumas vezes até que o pano atinja a máxima absorção. Antes disso, podem acontecer alguns vazamentos.

DESCUBRA:  Nomes de bebês 2019: masculinos e femininos

Vantagens da fralda ecológica

– Mesmo com a água gasta na lavagem, os fabricantes garantem que as fraldas de pano ainda são uma opção mais sustentável que as descartáveis.

– Têm menos chances de provocar alergias nas crianças e assaduras, pois é menor o contato com materiais sintéticos e substâncias químicas.

Desvantagens

– Em vez de simplesmente jogar a fralda no lixo, é preciso lavá-la. As de cocô precisam ser enxaguadas prontamente, o que pode não ser nada prático dependendo de onde você esteja.

– O investimento inicial é alto. Pensando que um bebê recém-nascido usa de 10 a 12 fraldas por dia, é preciso ter pelo menos o dobro disso para ter fraldas secas e limpas todos os dias.

Fonte: Revista Crescer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *