O que é a massagem Shantala? E como fazer no seu bebê

shantala
  • 3
    Shares

Trata-se de uma massagem terapêutica de origem hindu que traz imensos benefícios para o desenvolvimento e bem-estar do bebê e também para os papais. Ensinamos-lhe, passo a passo, a fazê-la.

A massagem Shantala é uma arte milenar procedente da Índia que foi introduzida no Ocidente pelo Dr. Frederick Leboyer nos anos 50.

O que é?

É uma técnica que permite comunicar com o recém-nascido logo após o seu nascimento, pois o tato é o sentido principal através do qual os bebês conhecem o mundo exterior.

A massagem Shantala é uma arte simples que se baseia na pressão suave e nos movimentos descendentes lentos, pois o seu objetivo é o relaxamento do bebê. Além disso, é uma técnica que tem múltiplos benefícios, tanto físicos como emocionais.

Como se faz?

A primeira coisa que devemos fazer é sentarmo-nos no chão com as pernas cruzadas, manter as costas direitas e colocar o bebê recostado sobre as nossas pernas para, aí, começar a série de massagens.

  1. Para começar, devemos untar as mãos com um óleo natural ou com o creme hidratante do bebê. Realizaremos movimentos de forma muito suave e sem exercer demasiada pressão. Utilizaremos os dedos índice e maior, e faremos “oitos”. É importante realizar os movimentos com firmeza, sempre de dentro para fora e do centro para as extremidades, ou de baixo para cima, do lado esquerdo ao direito, e a um ritmo lento e constante, moderando a pressão dos dedos consoante a zona.
  2. Iniciamos a massagem pelo peito, deslizando as mãos suavemente do centro para os lados. Em seguida, colocamos o bebê de um lado, e as nossas mãos sobem e descem acariciando o seu braço, realizando um suave movimento de torção sobre a sua pele. Depois, descemos até à mão, tocando desde a base até aos dedos, um por um, com muita calma. Faremos o mesmo com o outro braço e com a sua mão.
  3. Em seguida, colocamos o bebê de barriga para cima e massajamos lentamente a sua barriga, pressionando suavemente, fazendo círculos para baixo, no sentido dos ponteiros do relógio. Devem alternar-se os movimentos com uma e outra mão. Se o bebê tem problemas de gases, esta massagem vai ser uma grande ajuda para os eliminar.
  4. Depois, descendemos até às coxas e exercemos uma suave pressão sobre a pele do bebê. As mãos devem subir e descer ao longo das pernas. Depois passamos para os pés e, do calcanhar para os dedos, deslizamos a mão sobre a sua pele. Ao chegar aos dedos, massajamo-los um por um com muita paciência e suavidade. Depois, massajamos a outra perna e o outro pé.
  5. Deitamos o bebê sobre as suas costas, seguramos as pernas e giramo-las levemente com um movimento circular e enérgico, que estimula o movimento dos músculos do abdômen.
  6. Terminamos na cabeça, acariciando o cabelo, as orelhas, a testa, as bochechas e os cantos dos lábios. Durante a massagem, pode falar-se com o bebê ou cantar-lhe uma canção de embalar. Finalizamos com um banho, deixando o bebê a flutuar enquanto o seguramos.
DESCUBRA:  Como vencer o medo da água: piscina, praia e banheira

Massagem Shantala: como fazer em bebês

Conselhos e recomendações

  • Aconselha-se realizar a massagem Shantala todos os dias como uma rotina, depois do banho ou antes de deitar o bebê.
  • Esta massagem é agradável para o bebê e vai servir para demonstrar o seu carinho, ao mesmo tempo que o acalma quando está inquieto.
  • Há que ter em conta que a massagem deve ser evitada se o bebê tiver febre, gripe ou padecer de alguma infeção.
  • Também se pode realizar a massagem em cima do trocador ou na cama, mas colocando uma toalha suave.
  • É importante escolher um lugar calmo e resguardado, sem interrupções, com temperatura agradável e amena.
  • Devem esfregar-se as mãos antes de tocar a delicada pele do bebê.
  • Apenas se deve continuar a massagem se o bebê estiver satisfeito, confortável e relaxado.
DESCUBRA:  Saiba tudo sobre o Teste do Pezinho

Fonte: O Meu Bebe


  • 3
    Shares
  •  
    3
    Shares
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Faça agora seu chá de bebê online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *