Estímulos naturais para os primeiros passos do bebê

Se o tempo o permite, andar descalço sobre diferentes materiais naturais é um estímulo para o desenvolvimento dos pés do bebê e dos seus primeiros passinhos. Algumas ideias…

Enterrar os pés na areia, caminhar sobre a grama, subir para os pés do papai… São novas descobertas que estimulam naturalmente o bebê que começa a dar os primeiros passos. E que também ajudam a prevenir eventuais defeitos de postura.

Deve ter em atenção que nem todos os bebés são iguais e começam a andar com a mesma idade. É normal que comecem aos 9 meses, mas também pode ser aos 15. Por isso, deve acompanhar o bebê na sua aprendizagem, mas não o deve forçar a algo que não quer, ou para que não está preparado, não só física como psicologicamente. É importante não fazer comparações e transformar os seus primeiros passinhos numa questão lúdica e divertida.

DESCUBRA:  Há uma mulher além da maternidade

Se durante a aprendizagem caihá que manter a calma. O bebê nota quando se assusta e pode ganhar medo de andar se tiver receio de cair. Para que estes meses intensos de aprendizagem sejam seguros, deve preparar a casa e os espaços onde o pequeno costuma estar, para evitar qualquer tipo de acidentes ou quedas que o possam magoar.

Se, mesmo assim, o bebê não quiser largar-lhe a mão para andar sozinho, não a solte, pois pode estar a criar uma insegurança que o leve a não querer andar por si só. O importante é que saiba que a mamãe está ali. Quando se sentir preparado, irá soltar-se.

A seguir, mostramos-lhe alguns exemplos práticos de estímulos naturais e simples, que vão ajudar o seu bebé enquanto aprende a andar, além de contribuírem para o seu desenvolvimento físico e psíquico.

DESCUBRA:  Como preparar meu filho pequeno para a chegada do bebê?

Por volta dos 12-14 meses, a maioria das crianças começa a andar.

Nesta idade começará a notar que o seu filho tenta levantar-se. Uma vez chegado este momento ele irá precisar da sua ajuda para conseguir dar os seus primeiros passos.

No princípio, ajude-o pegando-lhe na mãozinha. Mais tarde, verá como ele começa a andar apoiando-se nas paredes e nos móveis. É assim que a criança enfrenta as suas primeiras deslocações sem ajuda, cada vez mais segura e decidida.

Nesta altura é muito importante que a sua casa esteja preparada com tudo aquilo que necessita para garantir a segurança do seu filho: escadas com proteção, protuberâncias e cantos protegidos, chão limpo e sem brinquedos nos quais possa tropeçar e, resumindo, tudo aquilo que possa dificultar a sua atividade ou ser perigoso para a criança.

DESCUBRA:  Primeira Gestação: Aprenda a fazer seu Plano de Parto

Verá que os seus primeiros passos são incertos e têm pouca força. É normal, a criança está a fortalecer as pernas e a habituar-se a esta nova posição com a qual vai descobrir o mundo. Também verá que cai facilmente; não se preocupe, é completamente normal. Deve preocupar-se, sim, com o seu calçado, que deve ser adequado para os primeiros passos e ter a biqueira reforçada de modo a proteger os seus dedinhos.

Alguns bebês sentem-se mais confortáveis ao engatinhar do que ao andar, como tal, é natural que ao sentir-se inseguro se ponha de quatro apoios para poder chegar até onde pretende. Não o force, com o tempo ele irá encontrar estímulos suficientes para se pôr de pé, ou simplesmente quererá imitar o pai e a mãe e comprovar se pode chegar mais rapidamente aos sítios.

Fonte: omeubebe.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *